Acesso ao Portal Paulinas

Ciberteologia
Revista de Teologia & Cultura

Edição nº 54 – Ano XIII – Janeiro/Abril 2017 – ISSN: 1809-2888

Religião, magia e cura na construção bibliográfica de Rivière

As religiões, de modo geral, até se tornarem oficiais e institucionalizadas, descenderam de um longo processo de construção oral, histórica, social, cultural e rural. Toda religião possui sempre algo de bucólico, de original, nostálgico e paradisíaco. Os mitos de criação e desenvolvimento do homem no mundo remetem a essa perspectiva, e fazem, em todos os casos, emergir o homem como ser criado e pecador, ou seja, um sujeito em sua causalidade (sem o total controle do mundo).

Limitado, o ser humano encontra dificuldades inúmeras de se sobrepor como centro da criação, dominar as forças da natureza a seu favor e ainda manter o equilíbrio entre sua permanência no mundo e a permanência do mundo. Tal feito coloca o homem em uma condição de pecado original, em que, desde sua origem no mundo, a condição decaída o faz rastejar por perdão e aceitação de si nesse mesmo mundo que o rodeia e o amedronta…